Ciclismo, provas e turismo

Comecei a andar de bicicleta desde pequena. Sempre me diverti nas duas rodas, mas em2001 passei a conhecer o ciclismo, suas modalidades e a explorar as possibilidades da bike em busca de performance.


Já casada e com dois filhos, eu e Alexandre éramos jovens com muito trabalho e tentando conciliar esta rotina intensa com os afazeres domésticos e os filhos pequenos. Tínhamos pouco tempo disponível durante a semana e orçamento apertado, então as viagens de bike eram nossa saída para unificar nossas prioridades e vivenciar em família nosso estilo de vida. As viagens com dupla proposta, lazer em família e desenvolvimento no ciclismo, nem sempre eram fáceis de organizar, mas, dando um jeitinho aqui e outro ali, era possível. Dessa forma a prática do esporte foi impulsionada pelas viagens e todas as memórias que fizemos em família, realmente uma combinação encantadora.


Dani Genovesi e seu filho Antonio prontos para pedalar  - Itanhandu (SP) 2010
Eu e Antonio nos preparando para um pedal pré prova - Itanhandu (SP) 2010

Sempre escolhi e ainda escolho da mesma forma os lugares com o objetivo de combinar a prática do esporte e lazer. Primeiro pesquiso a competição depois procuro nas redondezas da cidade algum ambiente que minha família possa curtir e aproveitar. A ideia é sempre que todos se divirtam. Com o tempo consegui inclusive que o Alexandre se encantasse também com o ciclismo e ele acabou me acompanhando em muitos passeios e competições no Brasil e na Europa.


Assim, ao longo de mais de 20 anos, colecionamos recordações maravilhosas em lugares emblemáticos e alguns preferidos da família que com tempo repetimos algumas vezes. Posso dizer que conhecemos o mudo com a minha bike. Fizemos muitos amigos, conhecemos muitos lugares, muitas culturas e preenchemos muitas memórias agradáveis.





Nossa, como isso me alegra! Acredito que tenho carinho por todos os lugares que passei, mas destaco alguns por terem sido destinos repetidos e que ainda temos vontade de voltar. No Brasil, Santo Antônio do Pinhal (SP) e toda região ao redor com as provas do Big Biker foram muito relevantes para nós. A família do Big Biker acompanhou meus filhos crescerem, inclusive com o meu filho mais novo na barriga na etapa de Itanhandu (SP). Não posso me esquecer de Passa Quatro (MG) que conheci com os eventos do Sampa Bikers e sempre foi muito prazeroso, uma cidade muito acolhedora.



No mundo, o evento das Dolomita sobressai. Um lugar maravilhoso, não tem nem o que falar sobre a Itália, amo demais. Todos amam na verdade. As competições de ultra realmente expandiram muito nosso mundo e, competições na Austria, Irlanda e EUA foram um divisor de águas para minha carreira no ciclismo, na minha vida e de minha família.



Quero compartilhar aqui um pouco de cada uma das nossas viagens mais especiais, das melhores competições. Acredito que, descrevendo essas experiências no blog consigo dois objetivos, primeiro de dividir com meus amigos que leem aqui opções para viagens e que gerem também ótimas recordações para vocês; segundo de efetivamente documentá-las, afinal o registro é de certa forma importante para que a memória não se perca.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo